Nascimento da Alissa

A história do nascimento da Alissa começou nas primeiras horas da manhã do dia 17 de Dezembro, na data prevista do parto! Demorou bastante tempo para eu ser capaz de reviver tudo sem derramar muitas lágrimas de felicidade e emoção. Vou te contar tudo do início, enquanto estou aqui sentado na cama com ela no meu colo.

Na noite do dia 16 eu e o Ogi decidimos na última hora dar uma caminhada e comer alguma coisa, porque nós dois estávamos super inquietos. Fomos para a praia, onde sentamos e conversamos sobre nossa nova vida e como estávamos bem entusiasmados para a chegada da Alissa. No final fomos dormir como se nada ia acontecer no dia seguinte, de uma certa forma em nossa mente, Alissa chegaria no dia 20 de dezembro, a data marcada para a indução.

Inicio do Parto

Mal sabia o que aconteceria logo em breve, eu acordei com muita dor por volta das 4 da manhã. A dor de fortes contrações de um minuto, a cada sete minutos. Decidi usar um aplicativo para acompanhar quando percebi que as contrações não estavam indo embora. Acordei o Ogi ansiosamente depois de uma hora e disse a ele que talvez hoje seria o grande dia. Por volta das 7 da manhã, decidi mandar uma mensagem para a minha médica, que me disse para ir imediatamente ao hospital. Tomamos um café da manhã farto, Ogi terminou de arrumar suas coisas e às 8h estávamos a caminho do hospital.

Chegando la, fomos cumprimentados por uma das parteiras que disse estar me esperando. Ela me pediu para colocar uma bata de hospital e rapidamente me colocou no monitor para verificar minhas contrações e o pulso do bebê. No processo de tudo isso, ela percebeu que eu não era a paciente que ela pensava que eu era, uma mulher agendada para uma cesariana de emergência! Reparem que neste momento de estresse também me confundiram com outra paciente a respeito do seguro de saude, dizendo que o meu era básico e não cobria o parto.

É seguro dizer que qualquer contrações que eu tinha, pararam brevemente com o choque! Ela me perguntou se eu tinha certeza de que os estava setido estas contrações e “felizmente” elas resumiram logo depois. Ela também verificou minha dilatação que era de apenas um centímetro. Disseram-me para voltar para casa e esperar um intervalo menor entre as contrações, idealmente três a cada dez minutos (eu ainda estava tendo uma a cada sete minutos) e tomar paracetamol quando a dor se tornasse muito forte para mim.

Retornamos para nossa casa, depois de umas horinhas decidimos ir caminhar pois as contrações continuavam com a mesma frequência. Me lembrei que a parteira sugeriu que um pouco de atividade ajudaria a fazer as coisas andarem mais rápido. Por volta das dez da noite, eu perdi todas as minhas esperanças. Estava extremamente cansada e a dor estava mais forte ou talvez eu apenas tenha ficado mais fraca. Pedi ao Ogi que ligasse para o hospital e verificasse se eu poderia ser internada para indução no dia seguinte, pois não conseguia imaginar mais um dia como este.

O Ogi foi informado de que uma indução em tão curto prazo não era possível, e eu literalmente desparei a chorar. Por volta da meia-noite, eu estava em uma agonia de dor, que parecia ser a única coisa que eu conseguia pensar. Posso dizer facilmente que se não fosse pela ajuda do Ogi, eu não teria sobrevivido a noite toda. Ele me deu muitas massagens e me ajudou a concentrar nas técnicas de respiração. Não dormi nem um segundo, mas pelo menos consegui lidar com a dor.

Às 4 da manhã, eu sai da cama desejando por um milagre, já fazia vinte e quatro horas de contrações continuas nesta altura. Depois de uma pausa para ir ao banheiro eu senti um pouco de água descendo nas minhas pernas, eu não tinha certeza se era um pouco de xixi ou minha bolsa estourando. Imediatamente eu disse ao Ogi, e decidimos ir para o hospital verificar a situação.

Parto Ativo

Chegando na enfermaria de parto mais uma vez! Desta vez comemos um pouco menos e chegamos por volta das 6 da manhã. Os mesmos procedimentos do dia anterior, sem as confusões. As contrações já haviam se intensificado, ficando cada vez mais perto de três a cada dez minutos e eu estava 4 centímetros de dilatação. Isso significa que fui internada e eu finalmente estava no parto ativo.

Perguntaram-me se eu queria alguma droga, e claro a essa hora, 7h30 e mais de 27 horas de contrações constantes, eu queria todas as drogas que pudesse ter em minhas mãos. Começamos com um pouco de gás hilariante enquanto eu esperava para fazer meu exame de sangue para a epidural.

Por volta das 9h30 recebi a epidural, que me deixou no melhor estado de espírito! Eu estava sem dor e amando a vida, também estava 5 centímetros de dilatação. Como minha bolsa estava apenas parcialmente quebrada, a essa altura a parteira também terminou o processo. Tudo parecia acontecer tão rápido neste ponto e eu não podia acreditar que às 11h45 eu já estava com 9 centímetros de dilatação. As parteiras informaram a minha médica do meu progresso, a mesma estava a caminho para o hospital. Nesta momento não se demorava muito para conhecermos a Alissa.

Os Finalmente

Eu estava com 10 centimetros de dilatação às 12h30, sentindo a dor da pressão e uma vontade repentina de empurrar. Eu recebi uma dose adicional de epidural porque eu realmente senti a dor e mais forte no lado direito do meu corpo (algo aparentemente muito comum). Eu estava apertando a mão de Ogi com tanta força que em um ponto ele sugeriu que eu segurasse a cama e concentre-se na minha respiração.

Acho que um pouco depois da 13h minha médica estava na sala e era hora do show. Ogi estava à minha esquerda e duas parteiras também (tive sorte, pois fui a única mulher que deu à luz naquele dia). A dor ainda estava lá, mas a essa altura eu estava realmente focado em empurrá-la para fora. Houve pouca ou nenhuma pausa entre as minhas contrações, elas pareciam ficar cada vez mais fortes. Fui instruído a manter meus joelhos puxados para trás, agarrando sob minhas coxas. Depois de pronto, minha médica me disse “Na próxima contração, você vai respirar fundo, segurar e empurrar o máximo possível. Faremos isso de três a quatro vezes durante cada contração. ”

Mesmo estando super cansada e com uma imensa dificuldade para concentrar na tarefa, tentei entender tudo o que ela me disse e fazer por exato. As primeiras respirações e empurrões não foram minhas melhores, tenho que admitir … mas em um ponto eu literalmente dei tudo de mim e isso era exatamente o necessário para tirar sua cabeça para fora. Naquele momento minha médica me perguntou se eu queria sentir, e toquei na cabeça dela, sentindo todos os cabelos que veria bem em breve…o empurrãozinho que eu precisava para continuar!

Pouco depois chegou o nascimento da Alissa, às 13h37. Aparentemente ela chorou ao sair, mas eu não ouvi nada. Tudo que me lembro é de vê-la, e em seguida, as lágrimas escorrendo pelo meu rosto. Ela foi colocada no meu peito e toda a dor parecia ter desaparecido como se nunca tinha existido. Fui consumida por tanto amor e um tipo de amor diferente, que acho que nunca serei capaz de explicar em palavras.

Alissa

Estou tão emocionado escrevo isto, sentada aqui e olhando para você. Hoje você está com dezessete dias, como que os dias passaram assim tão rápidos? Sinto-me extremamente abençoado que o Ogi tenha capturado o momento que marcou sua existência para que eu possa sempre reviver-lo e me lembrar de você naquele momento.

Eu te amei então, te amo agora e te amarei para sempre!

Espero que você tenha gostado de ler esta historia mais pessoal e íntima da minha vida. Me sinto muito mais confortável escrevendo em Ingles, então espero que fiz sentido das minhas palavras aqui. Também não se esqueça de  me seguir  no instagram, se ainda não o fez. Desejo a vocês um bendito e feliz 2021!

Share:

2 Comments

  1. Celia Fonsecca
    January 9, 2021 / 6:26 pm

    Olá Luciana, Oggi e Alissa.
    Parabéns! Alegrias e amor.
    Muitas felicidades e que vocês sejam sempre muito felizes e companheiros.
    Tudo registrado com riqueza de detalhes. Lindos.
    mil beijos,
    Tia Célia

  2. Lara
    January 10, 2021 / 3:18 pm

    Ei Luuuu!!!! Que coisa boa um texto em português, muito obrigada!!! 🥰

    Nossa, deu pra viajar no tempo e viver esses momentos com vocês. Que bom tudo correu bem e agora temos essa florzinha linda em nossas vidas!!! Não vejo a hora de conhecer minha sobrinha!

    Forte abraços em vocês três, saudades!!!

Leave a Reply